"A função do artista é violentar" (Glauber Rocha)

A emocionante história de Nivaldo Mercúrio, ex-interno do Asilo-Colônia Aimorés em Bauru (SP)

(Clique na imagem para ampliar)

“Nivaldo Mercúrio tinha sete anos quando aquela ambulância negra estacionou em frente à sua casa, em Itápolis, interior do Estado de São Paulo, e sua vida mudou. O menino ainda não conseguia ler a sigla DPL, grafada em letras brancas e garrafais nos dois lados do enorme camburão, porém já sabia que sua presença significava a existência de um leproso nas redondezas.”

Continue lendo AQUI!

Assista ao excelente documentário Memórias Internas de Renato Falzoni, onde o próprio Nivaldo fala de sua vida no Asilo-Colônia Aimorés em Bauru (SP)

Comments are closed.