"A função do artista é violentar" (Glauber Rocha)

Lançada coletânea de minhas charges sobre a Síria. No Brasil? Não, na Itália!

O velho ditado “Santo de casa não faz milagre” tem sua origem do latim Nemo propheta in patria. Eu sou a prova viva de que isso é a mais pura verdade.

Por ocasião do evento anual de quadrinhos de realidade Komikazen a ser realizado em Ravenna entre 11 e 14 desse mês na antiga cidade italiana de Ravenna, foi lançada uma coletânea de minhas charges sobre o conflito na Síria pela editora Giuda Edizioni. Esse seria o terceiro livro dedicado as minhas charges. O primeiro foi lançado em 2007 na Jordânia e o segundo em janeiro de 2012 na Suécia. E no Brasil, onde nasci e me criei? Fora um apêndice do livro Apologia dos bárbaros publicado pela editora Boitempo, nenhum livro foi dedicado inteiramente a meu trabalho no Brasil.

Se não fosse pela imprensa sindical de esquerda, para qual trabalho desde 1990 com muito orgulho, eu estaria na merda agora. O Brasil despreza seus artistas.

(Clique nas imagens para ampliar)

Comments are closed.